FAÇA UMA NOVA PESQUISA

Resultados da busca de jurisprudência 19 julgados encontrados

Súmula 630-STJ

Origem: STJ

Súmula 630-STJ: A incidência da atenuante da confissão espontânea no crime de tráfico ilícito de entorpecentes exige o reconhecimento da traficância pelo acusado, não bastando a mera admissão da posse ou propriedade para uso próprio. • Importante. • Aprovada em 24/04/2019.

Possibilidade de reconhecimento da coculpabilidade como atenuante genérica

Origem: STJ

É possível, a depender do caso concreto, que o juiz reconheça a teoria da coculpabilidade como sendo uma atenuante genérica prevista no art. 66 do Código Penal. STJ. 5ª Turma. HC 411.243/PE, Rel. Min. Jorge Mussi, julgado em 07/12/2017.

Impossibilidade de manutenção, na folha de antecedentes, de anotação criminal após a extinção da pretensão punitiva

Origem: STJ

É indevida a manutenção, na folha de antecedentes criminais, de dados referentes a processos nos quais foi reconhecida a extinção da pretensão punitiva estatal. O reconhecimento do advento da prescrição da pretensão punitiva, com a consequente extinção da punibilidade, originou ao patrimônio libertário do recorrente o direito à exclusão ...

Possibilidade de, no caso concreto, desconsiderar condenações anteriores datadas há mais de 5 anos para fins de maus antecedentes

Origem: STJ

Os efeitos deletérios da reincidência perduram pelo prazo máximo de cinco anos, contados da data do cumprimento ou da extinção da pena. Após esse período, ocorre a caducidade da condenação anterior para fins de reincidência. É o que afirma o art. 64, I, do CP. Para o entendimento pacificado no STJ, mesmo ultrapassado o lapso temporal de ...

Compatibilidade entre a agravante do art. 62, I, do CP e a condição de mandante do delito

Origem: STJ

A incidência da agravante do art. 62, I, do Código Penal é compatível com a autoria intelectual do delito (mandante). No entanto, o mandante do crime somente deverá ser punido com a agravante se, no caso concreto, houver elementos que sirvam para caracterizar a situação descrita pelo inciso I do art. 62, ou seja, é necessário que fique ...

Compensação da atenuante da confissão espontânea com a agravante da promessa de recompensa

Origem: STJ

É possível compensar a atenuante da confissão espontânea (art. 65, III, "d", do CP) com a agravante da promessa de recompensa (art. 62, IV). STJ. 5ª Turma. HC 318594-SP, Rel. Min. Felix Fischer, julgado em 16/2/2016 (Info 577).

Reincidência, maus antecedentes e período depurador

Origem: STF e STJ

A existência de condenação anterior, ocorrida em prazo superior a cinco anos, contado da extinção da pena, poderá ser considerada como maus antecedentes? Após o período depurador, ainda será possível considerar a condenação como maus antecedentes? 1ª corrente: SIM. Posição do STJ. 2ª corrente: NÃO. Posição do STF. STJ. 5ª Turma. ...

Bons antecedentes não configuram atenuante inominada

Origem: STJ

O fato de o réu ter bons antecedentes pode ser considerado como uma atenuante inominada do art. 66 do CP? NÃO. Não caracteriza circunstância relevante anterior ao crime (art. 66 do CP) o fato de o condenado possuir bons antecedentes criminais. Isso porque os antecedentes criminais são analisados na 1ª fase da dosimetria da pena, na fixação da ...

Compensação entre a atenuante da confissão espontânea e a agravante de violência contra a mulher

Origem: STJ

Imagine a seguinte situação: o réu praticou o crime com violência contra a mulher. Isso configura uma agravante (art. 61, I, "f", do CP). No entanto, ele confessou a prática do crime, o que é uma atenuante (art. 65, III, "d"). Diante disso, qual dessas circunstâncias irá prevalecer? Nenhuma delas. Elas irão se compensar. Segundo decidiu o STJ, ...

Juiz pode reconhecer a atenuante da confissão espontânea mesmo que não tenha sido debatida no Júri

Origem: STJ

O juiz-presidente do Tribunal do Júri, ao elaborar a sentença, pode reconhecer a atenuante da confissão, ainda que esta não tenha sido debatida no Plenário (o réu confessou, mas nem a defesa nem a acusação pediram que fosse reconhecida esta circunstância)? SIM. O STJ possui o entendimento de que a Lei 11.689/2008, alterando a redação do art. ...

As agravantes genéricas podem ser aplicadas aos crimes preterdolosos

Origem: STJ

É possível a aplicação das agravantes genéricas do art. 61 do CP aos crimes preterdolosos. Ex.: pode ser aplicada agravante genérica do art. 61, II, “c”, do CP no delito de lesão corporal seguida de morte (art. 129, § 3º, do CP). STJ. 6ª Turma. REsp 1254749-SC, Rel. Min. Maria Thereza de Assis Moura, julgado em 6/5/2014 (Info 541).

Reincidência x confissão: qual das duas prepondera?

Origem: STF e STJ

A reincidência e a confissão espontânea se compensam ou prepondera a reincidência? Caso o réu tenha confessado a prática do crime (o que é uma atenuante), mas seja reincidente (o que configura uma agravante), qual dessas circunstâncias irá prevalecer? 1ª) Posição do STJ: em regra, reincidência e confissão se COMPENSAM. Exceção: se o ...

As agravantes (tirante a reincidência) não se aplicam aos crimes culposos

Origem: STF

As circunstâncias agravantes genéricas não se aplicam aos crimes culposos, com exceção da reincidência. STF. 1ª Turma. HC 120165/RS, Rel. Min. Dias Toffoli, julgado em 11/2/2014 (Info 735).

Emprego da confissão qualificada como atenuante

Origem: STJ

A confissão, mesmo que qualificada, dá ensejo à incidência da atenuante prevista no art. 65, III, d, do CP, quando utilizada para corroborar o acervo probatório e fundamentar a condenação. STJ. 3ª Seção. EREsp 1.416.247-GO, Rel. Min. Ribeiro Dantas, julgado em 22/6/2016 (Info 586). A confissão qualificada ocorre quando o réu admite a ...

Réu confessou no inquérito e se retratou em juízo; magistrado utiliza a confissão: incide a atenuante

Origem: STJ

O agente confessa na fase do inquérito policial e, em juízo se retrata, negando a autoria. O juiz condena o réu fundamentando sua sentença, dentre outros argumentos, na confissão extrajudicial. Deverá incidir a atenuante? SIM. Se a confissão do agente é utilizada pelo magistrado como fundamento para embasar a condenação, a atenuante prevista ...

O aumento pela reincidência é compatível com a Constituição Federal

Origem: STF

É CONSTITUCIONAL a aplicação da reincidência como agravante da pena em processos criminais (art. 61, I, do CP). STF. Plenário. RE 453000/RS, Rel. Min. Marco Aurélio, julgado em 4/4/2013 (Info 700).

Incide a atenuante mesmo que já existissem outras provas contra o réu confesso

Origem: STJ

A confissão atenua a pena mesmo que já existiam nos autos outras provas contra o réu? SIM. O STJ decidiu neste sentido. Exemplo: João, em seu interrogatório judicial, confessou a prática do crime. Na sentença, o juiz condenou o réu, mencionando a sua confissão e aplicando a atenuante. Ocorre que o Ministério Público apelou, pedindo que fosse ...

Confissão (atenuante)

Origem: STJ

Súmula 231-STJ: A incidência da circunstância atenuante não pode conduzir à redução da pena abaixo do mínimo legal.

Se a confissão for utilizada pelo juiz para condenar, deve ser utilizada como atenuante

Origem: STF

Súmula 545-STJ: Quando a confissão for utilizada para a formação do convencimento do julgador, o réu fará jus à atenuante prevista no artigo 65, III, d, do Código Penal.

Blog Dizer o Direito

Confira as últimas postagens no nosso blog.

Lei 14.063/2020: dispõe sobre as assinaturas eletrônicas em interações com entes públicos

  Olá, amigos do Dizer o Direito, Foi publicada no dia 24/09/2020, a Lei nº 14.063/2020, que dispõe sobre o uso de assinaturas eletrônicas em interações com entes públicos. Vamos...
Leia mais >

A indenização decorrente de extravio de bagagem e de atraso de voo internacional está submetida à tarifação prevista na Convenção de Montreal?

  Imagine a seguinte situação hipotética: Letícia passou sua lua de mel em Paris. Ela voltou da França em um voo direto que pousou em Natal (RN). A viagem dos sonhos acabou se transformando...
Leia mais >

Não há condenação em honorários advocatícios em incidente de desconsideração da personalidade jurídica

  Princípio da autonomia patrimonial As pessoas jurídicas são sujeitos de direitos. Isso significa que possuem personalidade jurídica distinta de seus instituidores. Assim, por exemplo, não...
Leia mais >