FAÇA UMA NOVA PESQUISA

Determinação do juiz para que os autos não saiam do cartório nos cinco dias antes do júri

Origem: STJ

Encontrou algum erro no conteúdo? Clique aqui para reportar o erro.

Ementa Oficial

CONSTITUCIONAL. ADMINISTRATIVO. PROCESSUAL. MANDADO DE SEGURANÇA.
VEDAÇÃO DE RETIRADA DOS AUTOS NOS CINCO DIAS ANTERIORES AO JULGAMENTO. ART. 128, VII DA LEI COMPLEMENTAR N. 80/94. PONDERAÇÃO COM O ART. 803 DO CPP À LUZ DA AMPLA DEFESA E CONTRADITÓRIO. DIREITO LÍQUIDO E CERTO. INEXISTÊNCIA.
1. Cuida-se de recurso ordinário interposto contra acórdão que denegou a segurança em writ no qual se postulava a ilegalidade da atuação do Juízo de Direito do Tribunal do Júri que determinou a proibição de retirada dos autos, por quaisquer das partes, nos cinco dias que antecedem a realização da sessão de julgamento.
2. A Defensoria Pública Estadual alega que o art. 128, VII, da Lei Complementar n. 80/94 fixaria o direito de retirada dos autos dos cartórios, que não poderia ser limitada senão por determinação legal.
3. A solução da controvérsia exige a ponderação entre dispositivos legais (art. 128, VII, da Lei Complementar n. 80/94 e art. 803 do Código de Processo Penal) à luz do princípio da igualdade e da necessidade de garantir a amplitude da defesa e do contraditório, nos termos do artigo 5º, LV, da Constituição Federal.
4. O direito processual contemporâneos não pode ser entendido como seara estática em relação às finalidades do ordenamento, porquanto consubstancia os meios adequados em prol da realização de valores materiais. Sob esse prisma, a limitação mostra-se lícita, como meio de garantir a concretização dos princípios do processo, o que trará equilíbrio entre a prerrogativa da Defensoria Pública e o direito de vista dos autos em cartório das demais partes, evitando a retirada do caderno processual às vésperas dos julgamentos.
Recurso ordinário improvido.
(RMS 41.624/RJ, Rel. Ministro HUMBERTO MARTINS, SEGUNDA TURMA, julgado em 07/05/2013, DJe 16/05/2013)



Assine o plano Premium para ter acesso aos comentários de todos os julgados.


Assinar o Plano PREMIUM


Encontrou algum erro no conteúdo? Clique aqui para reportar o erro.

Como citar este texto

CAVALCANTE, Márcio André Lopes. Determinação do juiz para que os autos não saiam do cartório nos cinco dias antes do júri. Buscador Dizer o Direito, Manaus. Disponível em: <https://www.buscadordizerodireito.com.br/jurisprudencia/detalhes/149815eb972b3c370dee3b89d645ae14>. Acesso em: 07/12/2019

Blog Dizer o Direito

Confira as últimas postagens no nosso blog.

A prática de sham litigation (litigância simulada) configura ato ilícito de abuso do direito de ação, podendo gerar indenização por danos morais e materiais

Imagine a seguinte situação hipotética:João e Pedro disputam, há cerca de 39 anos, uma grande Fazenda.Nesse período, Pedro já propôs quase 10 ações judiciais contra João questionando a...
Leia mais >

EC 104/2019: cria a POLÍCIA PENAL

Olá, amigos do Dizer o Direito,Foi publicada hoje (05/12/2019) mais uma emenda constitucional.Trata-se da EC 104/2019, que cria a POLÍCIA PENAL.O que é a Polícia Penal?A Polícia Penal é... - um...
Leia mais >

INFORMATIVO Comentado 656 STJ

Olá amigos do Dizer o Direito,Já está disponível o INFORMATIVO Comentado 656 STJ.Confira abaixo o índice. Bons estudos.ÍNDICE DO INFORMATIVO 656 STJDIREITO ADMINISTRATIVOREGIME PRÓPRIO DE...
Leia mais >